domingo, 11 de novembro de 2012

NOVO DESPERTAR

Nasceu o dia
Com Sol a brilhar
Para aquecer, dar alegria
A este novo despertar

Os campos estão fumegantes
Vão formando neblina
Que se condensa em que instantes
Guardo a imagem na retina

Nos beirais parece luzir
Os raios de Sol no orvalho
O frio faz-se sentir
Aquece-se com o trabalho

É o Outono avisar
Que se aproxima o Inverno
Para nos cuidar e aconchegar
Desejando que este seja sereno

Antes que comece a nevar
Ou as chuvas a cair
Com o vento a soprar
O Sol vem-se despedir

tulipanegra

Sem comentários:

Enviar um comentário