segunda-feira, 5 de novembro de 2012

PARTILHANDO ALEGRIAS

Onde estão as pessoas sadias
Que cantavam ao desafio
Partilhando as alegrias

No trabalho duro do campo
Do nascer ao sol-pôr
Entoavam o seu canto
Davam graças ao redentor

Cantavam à desgarrada
Não importava a idade
Juntavam-se na desfolhada
Ouvi-los dava vontade

Ao entardecer nos lagares
Enquanto pisavam o mosto
Entoavam seus cantares
Faziam isso com gosto

Até a espremedeira do bagaço
Com as cunhas a cair
Puxada por força de braços
Que se faziam ouvir

Como era bela a natureza
E tudo que ela nos dava
Apesar de haver pobreza
Desses tempos eu gostava

tulipanegra

Sem comentários:

Enviar um comentário